blog

Inteligência competitiva - ETZ

4 dicas para melhorar a inteligência competitiva da sua empresa

BI

A inteligência competitiva é a coleta, organização e processamento de informações sobre o próprio negócio e sobre o mercado. Uma empresa que a possui, normalmente tem vantagens sobre seus concorrentes e está em constante evolução.

Neste artigo, além de entender esse conceito mais a fundo, você vai ter algumas dicas para tornar seus negócio ainda mais inteligente competitivo. Confira!

A inteligência competitiva, o mercado e o negócio

Tradicionalmente, quando se falava em inteligência competitiva, remetia-se às vantagens mercadológicas por meio da obtenção de informações sobre a concorrência. Profissionais de marketing e executivos de negócio buscavam meios de descobrir o máximo que podiam sobre os concorrentes — dentro do legal e do ético, é claro — e trabalhar estratégias para superá-los.

Hoje esse conceito foi ampliado. Nos últimos anos, com a transformação digital que o mundo corporativo está vivenciando, entendeu-se que uma empresa é inteligente e competitiva quando consegue interpretar a si própria por meio de seus dados.

Em outras palavras, por meio de uma gestão mais orientada a dados, as organizações com mais inteligência competitiva são aquelas que conseguem lidar com seus ativos informacionais e também com dados vindos de fontes externas.

Outro âmbito da inteligência competitiva que tem ganhado força nos últimos anos é o profundo conhecimento do público-alvo. Com a experiência do consumidor em alta, somente os negócios que conhecem em profundidade os seus clientes, fornecedores e parceiros de negócios conseguem criar produtos e serviços inovadores e dignos de consumo.

Por fim, também é interessante saber que a inteligência competitiva significa coisas diferentes para pessoas diferentes dentro de uma organização. Por exemplo, para um representante de vendas, ela pode significar conselhos táticos sobre a melhor forma de concorrer a um contrato lucrativo. Para a alta administração, isso pode significar insights únicos de marketing para ganhar participação de mercado contra um concorrente formidável. Para qualquer grupo, o objetivo final da inteligência competitiva é ajudar a tomar melhores decisões e melhorar o desempenho organizacional, descobrindo riscos e oportunidades antes que eles se tornem facilmente visíveis.

4 maneiras de melhorar a inteligência competitiva no seu negócio

Confira, a seguir, o que você pode começar a fazer agora mesmo para que sua empresa seja mais inteligente e competitiva.

1. Crie uma gestão orientada a dados

A gestão orientada a dados nada mais é do que o uso estratégico da tecnologia para orientar decisões estratégicas.

Ao invés de trabalhar apenas com a experiência e a intuição, os gestores das organizações mais vitoriosas têm incrementado seus investimentos em Tecnologia da Informação (TI). Assim, com mais ferramentas, eles conseguem obter relatórios confiáveis e criam planos de ação baseados em dados analisados em tempo real, bem como indicadores e métricas.

Para fazer isso, é importante começar a avaliar como os dados da sua empresa são tratados hoje.

Há excesso de sistemas? Se você precisar buscar um histórico de um determinado processo, o terá em quanto tempo? Você tem autonomia para puxar esse relatório e analisá-lo ou precisa recorrer ao departamento de TI? Tudo isso precisa ser respondido. A partir daí, é preciso trabalhar para integrar processos, reduzir o número de ferramentas e obter relatórios fáceis de interpretar.

2. Estimule a cultura da análise de dados

Uma empresa com inteligência competitiva é também aquela na qual a análise de dados está inserida em sua cultura. Isso quer dizer que ela perpassa o maior número possível de processos e é realizada pelo maior número possível de colaboradores.

Para estimular essa cultura, é preciso disponibilizar ferramentas aos profissionais da operação, bem como aos executivos da alta hierarquia, mas também qualificar as pessoas (cursos, capacitações, palestras etc. podem ajudar).

3. Torne a TI mais estratégica

Não existe inteligência competitiva quando a empresa tem um departamento de TI que atua de maneira meramente operacional, ou seja, que serve apenas para suporte. Simplesmente porque é impossível ter uma gestão orientada a dados e estimular o poder analítico das pessoas sem a participação ativa do pessoal de tecnologia.

É fundamental trabalhar para que a liderança e os profissionais de TI possam fornecer soluções inteligentes e colaborar com as decisões de negócio. E isso perpassa a questão técnica e vai até a ideação de novas soluções de atendimento ao cliente, por exemplo. Quanto mais estratégica for a TI, maior é o poder analítico do negócio.

4. Implemente uma solução de BI

Por fim, um excelente passo para elevar a inteligência competitiva da empresa é implementando uma plataforma de Business Intelligence (BI). Esse tipo de solução fornece ferramentas para agregar, analisar, visualizar e compartilhar dados.

O grande trunfo de uma solução de BI é a geração de relatórios analíticos e gráficos nos quais os executivos podem basear suas decisões em pesquisas, dados e fatos sólidos. O BI busca informações nos mais diversos sistemas da empresa (ERP, CRM etc.) e gera respostas às perguntas realizadas pelas lideranças.

Como está a inteligência competitiva do seu negócio? Gostou das dicas que trouxemos neste artigo? Deixe seu comentário!

Descubra como uma plataforma analítica e as pessoas corretas podem contribuir com o desenvolvimento de seu negócio!

saiba mais